Pular para o conteúdo principal

Postagens

Postagem em destaque

A garota do estetoscópio

Por Alexandre Valério Ferreira


A LEVEZA EM suas mãos, o movimento gradual e o olhar cheio de brilho, tudo deixava claro: aquela caixa continha alguma muito importante. Seus trinta centímetros de comprimento com 10 de largura cabiam infinitos sonhos. Alguns destes quase tão antigos quanto seus anos de existência da garota que os continha.
   O curso de técnica em enfermagem veio como uma forma de compensação. Médica não seria (ou pelo menos não via perspectivas de nesse ramo entrar agora). Enfermagem também era curso concorrido. Não tinha condições de tentar inúmeras vezes, como alguns privilegiados. 
   Difícil dizer se era muito inteligente ou não. O que ninguém poderia negar era sua paixão pela área clínica. Chegava a ser assustador seu amor pelo sangue, pelo bisturi, pelas séries de médicos. Seria psicopata? Não, longe disso. Queria o bem das pessoas.
   Sim, o curso de técnica veio a calhar. Dizia para si mesma que era tão importante quanto os outros. E, de fato, os hospitais precisam…

Últimas postagens

Diário do Catador de Lixo

A gente só conhece bem as coisas que cativou

Entre eu e eu

Os Tubos de CWB

Diário do Ipê

Diário do Mictório

Desistir

Os peregrinos da Guilherme Rocha

Ei, quero atenção!

Tudo e Nada